Quem estiver com sede, que venha! E quem quiser, receba de graça a água da vida! ” (Apc 22,17)

Água de Santo Inácio de Loyola

Santo Inácio está no céu, apesar disso ele não abandonou seus devotos; ele foi tirado da terra, mas com seu poder e sua amorosa dedicação para o bem-estar do próximo, ficou em nosso meio. Isso demonstra, logo após a sua morte, os surpreendentes atendimentos de orações em todas as partes com que santo Inácio alegrou os fiéis, e os grandes milagres operados por sua intercessão para o bem corporal e espiritual dos seres humanos.

Nas atas do processo de canonização constam mais de 200 milagres aprovados. Particularmente, a assim denominada “Água de Santo Inácio” tornou-se uma fonte de salvação e de bênção para milhares e milhares de pessoas.

O uso dessa “água” deve ter começado logo após a morte de Santo Inácio; os pesquisadores procuraram em vão descobrir a origem ou proveniência desse costume nos documentos mais antigos da Companhia de Jesus; todas as referências pressupõem essa prática. No entanto, sempre referem que, com o toque ou a imposição de uma relíquia ou medalha de Santo Inácio foram curadas repentinamente pessoas doentes, apagados ou dominados incêndios devastadores e, sobretudo, infernais espíritos maus foram obrigados a abandonarem os corpos de pessoas possessas.

Tais fatos suscitaram talvez a ideia que medalhas e relíquias do servo de Deus transmitiram, de certa maneira, também a água sua força benéfica e assim obteria um meio comum para alcançar a proteção de Santo Inácio.

Na verdade, a água é um daqueles elementos preferidos, que Deus escolheu como mediação de efeitos que foram elevados muito acima das forças da natureza. Pela água do batismo a pessoa é purificada de seus pecados, em virtude dos merecimentos de Jesus Cristo e é elevado a objeto da complacência divina. Já no AT foi agrado divino fazer uso da água para curar diversas doenças; por exemplo, a cura de Naaman; no NT a piscina de Betesda e de Siloé, etc. A água é ainda hoje um meio pelo qual, por intercessão de Nossa Senhora se curam males do corpo e sofrimentos de todos os tipos e se transmite ajuda e consolação a seus devotos: a fonte da Gruta de Lourdes.

Uma tal fonte de salvação flui, mais de 400 anos principalmente também na “Água de Santo Inácio”, uma fonte de salvação para doenças da alma e do corpo, para sofrimentos físicos e espirituais. Esta água chamada “Água de Santo Inácio”, era conhecida já em 1559, segundo um relatório do P. Ribadeneira, e foi usada durante a peste que grassava, nesse ano, em Burgos, na Espanha, com resultados miraculosos.

A Igreja aprovou o uso desta água e cada sacerdote pode benzer validamente, mergulhando na água uma relíquia ou medalha de Santo Inácio e pronunciando a fórmula aprovada pela Igreja. O conteúdo desta oração mostra de maneira clara, a grande e total confiança que a Igreja deposita no poder da intercessão de Santo Inácio com o uso desta água, a Igreja suplica a Deus “que, pela intercessão de seu confessor Santo Inácio com o uso desta água. Pela boca do sacerdote que benze a água, a Igreja suplica a Deus “que, pela intercessão de seu confessor Santo Inácio, livre seus filhos de doenças; dê-lhes a saúde; com sua direita os erga; com sua força os fortifique; com seu poder os proteja e, com sua assistência, restitua-os à Igreja”.

A Igreja deposita tal confiança na intercessão de Santo Inácio! O que ou quem dá a Igreja tal confiança? É a extraordinária santidade de Inácio: sua vida de doação, sua total entrega a Deus, seu zelo generoso com que consagrou tudo, todas as suas capacidades e esforços, durante toda

a sua vida para a maior glória de Deus. Como Inácio fazia tudo para Deus, assim Deus faz agora tudo para glorificar seu servo. É esta a ideia da Igreja. Durante séculos o céu despende esforços, para demonstrar esta verdade: tão numerosos, pode-se dizer, ininterruptos são os maravilhosos êxitos; repetem-se curas, há salvamentos e perigos da alma e do corpo, proteção benção e demonstração de graças alcançadas.

Você está disposto ou não para recorrer a Santo Inácio e recomendar-lhe os seus pedidos e suas preocupações? Vá para esta fonte de salvação que está à sua disposição na “Água de Santo Inácio”. Use esta água com fé e confiança; invoque este santo poderoso e você vai notar em si o que milhares já perceberam antes de você: Inácio é um santo carinhoso e poderoso. Se o pedido diz respeito à sua alma imortal, então a confiança deve ser ilimitada! Santo Inácio que nesta vida não teve em mira senão a salvação das almas, para a maior glória de Deus, interessar-se-á no céu por você com o mesmo zelo e será o advogado fiel a sua causa. Se você apresentar um pedido temporal, convença-se que o bondoso santo, que era tão solícito pelo bem-estar de seus companheiros, também o será por você e virá em seu socorro, de alguma maneira, se esta for para a maior glória de Deus e para o bem-estar. Ele lhe dirá o que o Senhor, em sentido espiritual disse: “Quem estiver com sede, que venha! E quem quiser, receba de graça a água da vida! ” (Apc 22,17). Siga seu chamado!

M. Hausherr, SJ

(Extraído do Informativo da Província do Brasil Meridional da Companhia de Jesus nº367-Novembro/99)

Produção: JOB Comunicação e Inovação
Repórter: Rebeka Gonçalves
Designer: Samuel Oliveira

Coordenação e captação de recursos: Rosa Miranda - (81)98934.4554 (WhatsApp)
contato.jobcomunicacao@gmail.com

Endereço

Avenida Oliveira Lima, 969, Boa Vista
CEP: 50050 - 390, Recife - PE, Brasil

Reitor do Santuário: Pe. Dr. Antonio Raimundo Sousa Mota
E-mail: peantoniomota@gmail.com
Telefone: 55 (81) 3037.4922

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram